domingo, 20 de setembro de 2009

A importância da família para o sucesso de Henry Ford

Para o pai de Henry Ford,William, apesar de não achar todas as atividades industriais questões secundárias, deixou seu filho instalar uma mesa de trabalho em casa. A esposa Clara, sempre acompanhou e apoio o marido, mesmo no caso em que soube que Henry estava tendo um affair com uma secretária trinta anos mais nova,com a qual dizem que gerou um filho. Mesmo assim a esposa não o abandonou, pois aprendeu a viver com a situação, pois sabe que Henry jamais a abandonaria.

Do casamento entre Clara e Henry, nasceu Edsel. Esse seguiu os passos do pai, nunca freqüentou a universidade,pois o pai não via necessidade , nunca precisara dela. Henry pretendia passar a hierarquia da Ford Motor Company para o filho. Henry tinha uma posição firme em relação ao filho,pois para o pai sua postura agressiva faria com que o filho adquiresse o perfil para o cargo de presidente.

Após contratação de Henry Bennett, um pugilista semi-profissional , que foi admitido por Henry Ford , para anular os movimentos sindicais dentro da Ford. Edsel se viu frustrado por aqueles estes funcionários (Bennett) que buscavam progredir por meios escusos, o que levou Edsel ao desespero e a morte.

As mulheres da família(a viúda de Edsel e Clara) foram de vital importância para a Ford, apesar da não concordância de Henry Ford. Elas ao fazer valer a posse de quase um terço das ações com direito a voto, e vetaram a indicação pretendida pelo fundador , de indicadar Harry Bannett.
Henry II ( filho de Edsel) logo assumiu a presidência da empresa, fazendo ai uma grande reestruturação, e também a defesa da direção da empresa apenas por um Ford.

Com o passar do tempo, a Ford perdeu mercado para os concorrentes, deixando a empresa em seqüenciais prejuízos.

Mais recentemente a Ford uma empresa tão mal administrada, agora dirigida por diretores, poderia com facilidade ter sido engolida por uma concorrente, provavelmente uma fábrica japonesa rival, mas os Fords encontraram em William Clay Ford II, sobrinho de Henry II, alguém para tocar o negócio.

Assim a família de Henry Ford foi de vital importância para dar-lhe o apoio necessário, mas também discordá-lo quando necessário.