terça-feira, 31 de janeiro de 2012

DEMOCRACIA - MALFADA Quino



História da MAFALDA

"A personagem, cujo nome foi inspirado pela novela Dar la cara, de David Viñas, e alguns outros, foi criada em 1962 para um cartoon de propaganda que deveria ser publicado no diário Clarín. No entanto, Clarín rompeu o contrato e a campanha foi cancelada.
Mafalda somente se tornou um cartoon de verdade sob a sugestão de Julián Delgado, na época o editor-chefe do hebdomadário Primera Plana e amigo de Quino. Foi publicado no jornal de 29 de Setembro de 1964, apresentando somente as personagens de Mafalda e seus pais, e acrescentando Filipe em Janeiro de 1965. Uma disputa legal surgiu em Março de 1965, e assim a publicação acabou em 9 de Março de 1965.
Uma semana mais tarde, dia 15 de Março de 1965, Mafalda começou a aparecer diariamente no Mundo de Buenos Aires, permitindo ao autor cobrir eventos correntes mais detalhadamente. As personagens Manolito e Susanita foram criadas nas semanas seguintes, e a mamãe de Mafalda estava grávida quando o jornal faliu em 22 de Dezembro de 1967.
A publicação recomeçou seis meses mais tarde, em 2 de Junho de 1968, no hebdomadário Siete Días Illustrados. Como os quadrinhos tinham que ser entregues duas semanas antes da publicação, Quino era incapaz de comentar as notícias mais recentes. Ele decidiu acabar com a publicação das histórias em 25 de Junho de 1973.
Desde então, Quino ainda desenhou Mafalda algumas poucas vezes, principalmente para promover campanhas sobre os Direitos Humanos. Por exemplo, em 1976 ele fez um pôster para a UNICEF ilustrando a Declaração Universal dos Direitos da Criança.
Na Cidade de Buenos Aires existe uma praça chamada Mafalda. " WIKIPIDIA

Joaquín Salvador Lavado (17 de julho de 1932 (os registros constam como tendo nascido em agosto), em província de MendozaArgentina), mais conhecido como Quino, é um humorista gráfico e criador de história em quadrinhos argentino.

[editar]Biografia

Filho de imigrantes espanhóis, nasceu em 1932 na Argentina. Desde cedo é chamado pelos familiares pelo apelido com que é conhecido - Quino - para diferenciá-lo do tio homônimo,desenhista, com quem já aos 3 anos de idade aprende o gosto pela arte.
Em 1945 perde a mãe e em 1948 o pai. No ano seguinte abandona a Faculdade de Belas Artes.
Por vários anos tenta vender seus trabalhos nos jornais de Buenos Aires, sem sucesso. Finalmente em 1954 vê publicado seu primeiro desenho - mas a contribuição regular para os jornais deu-se somente 3 anos depois. Esporadicamente realiza campanhas publicitárias.
Casou-se em 1960, em 1963 lança seu primeiro livro humorístico: "Mundo Quino" e, em 1964, nasce sua primeira personagem, Mafalda.
Em 1970 sua Mafalda é publicada na Espanha e em Portugal, Quino começa a deixar as fronteiras da Argentina, mas não alcança sucesso na Alemanha e em França, onde Mafalda foi publicada em 1973. No mesmo ano, Mafalda chegaria ao Brasil em plena Ditadura militar, através da revista Patota da Editora Artenova.
Em 1976 Quino muda-se para Milão, aos poucos seus trabalhos vão tendo o reconhecimento e divulgação, hoje espalhados em todo o planeta. Na Argentina, "Mafalda" virou nome de uma praça, e diversas homenagens são prestadas ao criador e à criatura." WIKIPIDIA

Delfim detecta interesse externo em Belo Monte


Autor: Frederico Bacic
Fonte: www.economidiando.blogspot.com



Por todo o país, há debate sobre Belo Monte. A “maioria silenciosa” – a maior parcela da sociedade, que não tem tempo para cuidar de questões mais amplas, e em geral só se manifesta quando se vê muito agredida pela minoria ativa – começa a reagir. Entidades com sede em outros países, como WWF e Greenpeace, estão a todo pano, contando com apoio de gente que brilha na mídia, mas não tem bons argumentos. No mundo, as maiores fontes de energia são poluidoras e não renováveis: óleo, gás e carvão. No Brasil e em poucos países, tem-se a dádiva da fonte hidráulica: renovável, barata e não poluente.

Há dias, veio a público que as contas de energia seriam oneradas pelo apoio à fonte eólica – e igualmente a base solar precisa de subsídio. Um dia, vento e sol e talvez o ar – hidrogênio – poderão ser fonte limpa e viável, mas isso ainda não ocorre. Como todos – sejam ecologistas ou desenvolvimentistas – precisam de energia para as tarefas do dia a dia, cada país tem de tomar sua decisão. A China usa o carvão, a França, o átomo, e os Estados Unidos lutam para sair da dependência do petróleo – e, recentemente, descobriram um “pré-sal” de gás em seu território. Certamente vão usar o gás, queiram ou não grupos ecológicos de lá.

Delfim Netto não é um santo. Como czar da economia foi acusado até de mexer em índices de inflação. Mas, em artigo publicado em Carta Capital, ele creditou a atual campanha a interesses estrangeiros. Após citar que a água pode valer mais que ouro e petróleo, Delfim afirma que, respeitando o ambiente e as populações locais – inclusive indígenas – o país não pode deixar de aproveitar seus rios. Declara: “A conclusão, óbvia, é que pretendem mostrar que a Amazônia precisa ser internacionalizada, para evitar que utilizemos os cursos de água daquela bacia hidrográfica para produzir energia e proporcionar o desenvolvimento daquela região em nosso benefício exclusivo”.

E acrescentou: “Tivemos a demonstração de como a pregação, mesmo infantil, pode influenciar burocratas mal informados de organismos internacionais: uma obscura e inoperante comissão de direitos humanos da OEA alinhou-se às teses de outras tantas obscuras ONGs, pedindo a suspensão da construção da usina de Belo Monte, no Rio Xingu”.

E conclui Delfim: “O que as ONGs (de longa data), agora apoiadas pela sub-burocracia da OEA, pretendem bloquear, em realidade, não é a obra em si, mas a condição brasileira de produzir mais energia limpa para prosseguir em seu projeto de desenvolvimento sustentável, inclusive na Região Amazônica. Significa demonstrar a capacidade nacional de conservar, administrar e utilizar as riquezas de um território que detém 11% de toda a água doce do globo, onde correm 12 mil rios que respondem por 16% de toda a água enviada ao marpelos rios do planeta”.

É isso mesmo. Delfim lembra que, levando em conta os rios, mais depósitos subterrâneos – como o aquífero Guarani – cada brasileiro tem uma quantidade fabulosa de água a seu dispor, 17 vezes mais do que a ONU considera a média confortável de consumo. Há uma guerra das ONGs estrangeiras contra o “pré-sal” renovável do Brasil: o bom uso da água.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012


Return on Social Media Investment

Douglas Karr


In November, Wildfire surveyed over 700 marketers from all around the World on the topic of getting a return on investment for their social media efforts. Wildfire and Column Five compiled the results into an easy to read infographic.


Social media is no longer a stop-and-go investment, but rather a long term strategic channel that, when integrated with other marketing efforts, allows brands to connect with users over time. Results of a recent survey we conducted find social media efforts valuable in their ability to grow brand awareness and increase dialogue with customers. In addition to spending more time thinking about how to engage audiences, marketers will soon begin to measure social media’s impact on the business through a more traditional ROI definition: attributable sales and costs. From the Wildfire blog


 



Wildfire is a powerful, easy-to-use social marketing platform to grow, engage and monetize your audience across social networks. Sign up for a Free Trial.
Read more: http://www.marketingtechblog.com/return-on-social-media-investment/#ixzz1kxtWampO

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Considerações sobre o sistema educacional contemporâneo. (1/2)



Referências bibliográficas:
Watson, J. B., Behaviorism, New Brunswick, N. J., Transaction, 1924/1998. 
Locke, J., An essay concerning human understanding, Nova York, E. P. Dutton, 1690/1947, livro II, cap. 1, p. 26.
Descartes, R., "Meditations on first philosophy, em R. Popkin (ed.), The philosophy of the 16th and 17th centuries, Nova York, Free Press, 1641/1967, Meditation VI, p.177
TED - Ken Robinson: Escolas matam a criatividade?

Por que a outra fila parece mais rápida?

Income Tax Propaganda Cartoon: DONALD DUCK

Strategies to Increase Blog Traffic in Less Time

A história sem fim e a população em segundo plano… (POST BLOG: POLITICANDO CAMPINAS)


Quando será que essa crise política que vivemos em Campinas terá fim? Tenho certeza que essa pergunta passa na cabeça da maior parte de nós campineiros. O mais triste é conhecer a resposta: não tão cedo…
Muita coisa ainda vai acontecer nos próximos dias, semanas e meses. O personagem central da história será a eleição indireta para prefeito. E a população? Meros coadjuvantes do processo político.
Não estou criticando a realização da eleição indireta, que é quando os vereadores decidem quem se tornará o prefeito, apesar de acreditar que a população de Campinas merecia o direito de realizar essa escolha. Minha crítica é com relação ao jogo político que está sendo realizado nos bastidores.
Diversos políticos da cidade e alguns partidos já estão consolidando alianças para garantir seus próprios interesses no pleito indireto e também nas eleições que ocorrerão em Outubro. O interesse da população? Esse ficou novamente em segundo plano.
O prefeito em exercício, Pedro Serafim, saiu na frente. Ao propor uma gestão provisória aberta à participação dos vereadores, ele garantiu uma base de apoio que poderá resultar na sua eleição indireta pela Câmara. Essa participação incluiu a abertura para a influência dos vereadores nas Administrações Regionais e também nas autarquias municipais.
Esse jogo político também tem por trás uma já configuração do cenário para as eleições diretas em Outubro. Definindo os nomes que participarão do pleito e o arcabouço das alianças.
Enquanto isso, nós ainda veremos muita água rolar até a definição do prefeito por parte dos vereadores. Secretários serão trocados, presidentes das autarquias substituídos e alianças políticas formadas.
Resta-nos acompanhar o desenrolar dessa história e torcer para que ele seja, no mínimo, melhor do que a situação atual que vivemos. A cidade de Campinas não pode mais enfrentar uma situação política tão deprimente como a que presenciamos hoje. A população deve se posicionar e mostrar uma vez mais que na política da nossa cidade nós somos os protagonistas. Os interesses em que se baseiam os atos políticos devem ser os interesses de toda a sociedade e não apenas os interesses individuais de um ou outro indivíduo.
AUTOR: Guilherme Damasceno, 23 anos, Campineiro. Formado em Economia e Relações Internacionais. 

Posted on http://politicandocampinas.com/

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Banksy is a pseudonymous England-based graffiti artist, political activist, film director, and painter.


"Banksy is a pseudonymous England-based graffiti artist, political activist, film director, and painter.

His satirical street art and subversive epigrams combine irreverent dark humour with graffiti done in a distinctive stencilling technique. Such artistic works of political and social commentary have been featured on streets, walls, and bridges of cities throughout the world.[1]

Banksy's work was born out of the Bristol underground scene which involved collaborations between artists and musicians.[2] According to author and graphic designer Tristan Manco and the bookHome Sweet Home, Banksy "was born in 1974 and raised in Bristol, England.[3] The son of a photocopier technician, he trained as a butcher but became involved in graffiti during the great Bristol aerosol boom of the late 1980s."[4] Observers have noted that his style is similar to Blek le Rat, who began to work with stencils in 1981 in Paris and members of the anarcho-punk band Crass, which maintained a graffiti stencil campaign on the London Tube System in the late 1970s and early 1980s and is active today.[5][6][7]

Known for his contempt for the government in labeling graffiti as vandalism, Banksy displays his art on public surfaces such as walls and even going as far as to build physical prop pieces. Banksy does not sell photos of street graffiti directly himself;[8][9] however, art auctioneers have been known to attempt to sell his street art on location and leave the problem of its removal in the hands of the winning bidder.[10] Banksy's first film, Exit Through the Gift Shop, billed as "the world's first street art disaster movie," made its debut at the 2010 Sundance Film Festival.[11] The film was released in the UK on 5 March 2010.[12] In January 2011, he was nominated for the Academy Award for Best Documentary for the film." (WIKIPIDIA)



STOP SOPA

Entenda mais sobre o SOPA!

Conheça um pouco mais dobre a lei S.O.P.A. Americana!

Posicione-se!


Daniel Fraga Explica muito bem! mandou bem!

Veja o video!

S.O.P.A. = DITADURA digital


Dilbert: Office Philosophy Video

O Bordão: "menos Luiza, que está no Canadá". Gera ações promocionais veja o caso do restaurante Kabuki. Sem gastar muito! Mandou bem!

Luiza já voltou do Canadá, mas as brincadeiras e promoções com o bordão "Luiza está no Canadá" continuam. Um restaurante japonês em São Paulo anunciou em seu site que todas as mulheres chamadas Luiza ou pessoas que tiverem um visto para o Canadá no passaporte ganharão um prato individual do cardápio de graça, caso estiverem acompanhadas de outra pessoa pagante.

A oferta do Kabuki, na zona oeste da capital paulista, vai até 31 de janeiro e exige a apresentação do RG comprovando o nome ou do passaporte original usado na visita ao Canadá. A paraibana ficou famosa após seu pai, o colunista social Gerardo Rabello, citar seu nome em uma propaganda de uma empresa de imóveis veiculada na última semana. No anúncio, ele diz que reuniu toda a família, "menos Luiza, que está no Canadá", para recomendar o apartamento.

O bordão virou hit nas redes sociais, com milhares de comentários, incluindo empresas e famosos. Claro, Magazine Luiza, Yázigi, CVC, Gol e Ponto Frio estão entre as companhias que publicaram brincadeiras com a frase em seus perfis nas mídias sociais. (TERRA)

BOLSA DE VALORES: Bolsas da Ásia sobem com menos temores em relação à Europa

As Bolsas de Valores asiáticas nesta sexta-feira atingiram novas máximas em dois meses, o crescimento das negociações dos títulos na zona do euro e sinais de acordo da dívida Grega aliviou as preocupações sobre o mercado Europeu. Dessa forma impulsionando o mercado.

Com isso e os resultados positivos dos bancos americanos da confirmação que a economia americana irá se recuperar, ajudaram bastante a melhora dos mercados, e em 2012 temos um crescimento muito interessante.

Mesmo assim vale ressaltar, que estão de olho agora sobre o setor manufatureiro chines que em Janeiro reduziu a sua produção já que a crise de dívida da zona do euro afetou o consumo global. Os risco de mais choques provenientes da Europa fez com que o mercado produtor chinês reduzisse sua produção.

"O índice MSCI das ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão subia 0,61%, alcançando o maior patamar em mais de dois meses e registrando alta pelo quarto pregão e pela terceira semana consecutiva. Só neste ano, o índice acumula ganho de cerca de 7,5%.

Em Tóquio, o índice Nikkei subiu 1,47%, para a máxima em 11 semanas, seguindo o rali das bolsas de Nova York, que foi incentivado por resultados trimestrais acima do esperado divulgados pelo Morgan Stanley e o Bank of America.

O índice de Seul encerrou em alta de 1,82%. O mercado avançou 0,84% em Hong Kong e a Bolsa de Taiwan ganhou 0,17%, enquanto o índice referencial de Xangai subiu 1%. Cingapura avançou 1,36% e Sydney fechou com valorização de 0,59%." (Por Chikako Mogi) agencia de notícia: REUTERS.

Essa onda de crescimento deve ser notada hoje na BOVESPA. Fique atento!

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Dilbert: Internet Is Full and Career Plan Video

Why Business Intelligence Projects Fail

18.000 Acessos!


PARABÉNS! 18.000

Conseguimos romper a barreira dos 18.000 acessos!

Obrigado leitores e bloggueiros que acompanham Os Novos Pensadores! Nossa meta esse ano é atingir 30.000 acessos até Dez!

Nos ajude divulgando os posts no Facebook, Twitter e outros meios!

Grande Abraço

Gustavo Ferrara
Fundador do Blog

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Dilbert: Reading People and Motivation Fairy


Scott Adams era economista na Pacific Bell, o que lhe deu uma enorme experiência em burocracia e na generalidade das "coisas absurdas" da vida empresarial. Foi vítima de um downsizing, mas encontrou uma excelente forma de vingança. Provando que a caneta é mais poderosa que a espada, os cartoons Dilbert, que satirizam a vida dos negócios, aparecem em cerca de 1550 jornais e revistas de todo o mundo. (Wikipédia)

The Value of Business Intelligence

What is Business Intelligence?

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

MÍDIA KIT do Blog!

Pacotes de para anunciar no BLOG: Os Novos Pensadores

1. Pacote Lite: Investimento R$ 150,00 mensal
  • Um Banner será disponibilizado na coluna direita.
  • Sem exclusividade

2. Pacote Business: Investimento R$ 300,00 mensal
  • Um Banner será disponibilizado na coluna da direita.
  • Um Banner após o quinto post do blog
  • Um post semanal falando sobre o mercado que está relacionado ao anunciante.

3. Pacote Premium: Investimento R$ 500,00 mensal
  • Um Banner será disponibilizado na coluna da direita.
  • Um Banner após o quinto post do blog
  • Um post semanal falando as ações de marketing e do mercado do anunciante.
  • Uma ação de distribuição de prêmio online via Facebook mensal

4. Post Patrocinado: Investimento R$ 900,00 mensal
  • O anunciante gera o conteúdo que passa por aprovação do Diretor de Marketing do Blog Gustavo Ferrara. E deverá ser entregue 15 dias antes do lançamento. Não geramos o conteúdo. Caso desejem a geração de conteúdo terá o acréscimo de R$ 300,00 mensal para geração de conteúdo do post.
  • O Post patrocinado pode conter: Lançamento de produtos, videos promocionais, lançamento de propagandas e campanhas publicitárias, Eventos Promocionais, entre outras ações.

PARCEIROS DO BLOG:

- WIZARD D.Pedro e Primavera - Escola de Idiomas
- CREDFÁCIL Artur Nogueira - Empréstimos e Financiamento
- IMPETUS - Organização não Governamental da Inglaterra
- HILDEBRAND MÍDIA - Consultoria em Mídia

SEJA UM NOVO PARCEIRO!

CONTATO:
TEL: (19) 3709.1580
NEXTEL: (19) 7806.6669
RÁDIO: 89*27847
EMAIL: gustavo@osnovospensadores.com.br