quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Aonde vamos parar? Nesta Sociedade conectada que faz até um garoto inglês de 8 anos ficar milionário.




Sociedade em rede

Com a mudança crucial nas características da internet, apontado por pelo artigo de Tim O´Reilly: “What is Web2.0?”. O´Reilly caracteriza e cria algumas regras para as mudanças que observou na forma de composição da relação entre os usuários e a geração dos conteúdos. Podem-se destacar as seguintes caraterísticas notadas:


  •                O beta perpetuo: O software não é tratado como artefato pronto, mas sim como um processo entre os usuários de se comprometerem a aperfeiçoa-lo.
  •           Pequenas peças frouxamente unidas: Os usuários se utilizam dos dados e conteúdos que estão abertos a todos para o uso. Usa-se o compartilhamento de informações, arquivos, dados, banco de dados.
  •         Software acima do nível de um único dispositivo: Softwares que ajustam tanto para tipo de usuário, quando para outro. Sofwares que facilitam a troca de dados e comunicação entres pontas distintas.
  •         Lei da conservação de lucros, de Clayton Chistensen¹: Mesmo com características de uma rede extremamente aberta onde os protocolos padrões vencem, mesmo assim a ideia da vantagem competitiva como fator que mantem a oportunidades abertas para criar e construir projetos inovadores.
  •           Dados são o novo “Intel inside”: Os dados gerados pelos usuários passam a ser valiosos para definição de novos produtos, fontes de pesquisas criando para aquele que dentem os dados e saiba analisa-los uma vantagem competitiva importante no mercado.

Neste novo caminho que a Internet tomou, houve modificações cruciais na forma de comercialização dos softwares, nas formas de interação entre os usuários e os programas, sendo a interface cada vez mais prática e fácil para aprender a usá-los. A programação cada vez mais simples e modular. Desta forma, facilitou a interação e a customização dos softwares por parte dos próprios usuários. Os softwares passaram a não serem mais módulos fechados, e com isso ao passar do tempo temos um aperfeiçoamento constante da eficiência do mesmo, devido as constantes atualizações. O´REILLY

Outro fato interessante é que nos novos serviços disponibilizados na rede trabalha-se mais na disponibilização de recursos para que os usuários criem, modifiquem e desenvolvam conteúdo. As mudanças na rede tornou a criação de conteúdo mais veloz, fácil e em grande quantidade, o conteúdo passa agora a ser desenvolvido pelos próprios usuários, até mesmo os mais comuns. O´REILLY

Nos últimos anos nota-se um aumento da popularidade das mídias sociais. Estas Mídias passam a ser importantes instrumentos de comunicação. Tanto para convívio social quanto para o relacionamento entre as empresas de todos os portes e setores da economia com o mercado. Os hábitos dos clientes mudaram quando a internet quebrou a barreira geográfica e trouxe velocidade de acesso às informações, facilitando a pesquisa por empresas e seus produtos na rede e, consequentemente, um possível aumento nas transações comerciais online.

Nesse contexto, as ferramentas que promovem o convívio social e o dialogo online entre os usuários-usuários, usuário-fornecedor, fornecedor-usuário e fornecedor-fornecedor passam a moldar um novo tipo de relacionamento e também um novo tipo de cliente sendo ele muito mais exigente na hora de adquirir alguns produtos, já que tem uma possibilidade muito extensa de coleta dados. Com isso passa a ser mais critico sobre um determinado produto ou mercado.

As mídias sociais, a reputação de uma empresa foge do controle de sua liderança. Por meio dos fóruns de discussão, blogs, sites como Orkut, Facebook, Twitter, entre outros canais, a reputação passa a ser definida pelas ações das pessoas, dos clientes e de outros influenciadores online.

Antes os que gostavam de vinhos e gostariam de se tornar um sommelier tinham que ler livros específicos e normalmente eram muito caros e ainda fazer aulas restritas de degustação, a aprendizagem era demorada cerca de 3 a 4 anos para começar a ser um bom degustador. Hoje, encontramos uma vasta bibliografia, sites especializados, uma quantidade imensa de informações e dados sobre vinhos e vinícolas, além de aulas onlines. Devida à expansão desta comunidade consumidora de vinhos abriu-se a oportunidade para novos negócios, vendas onlines, empórios virtuais, leilões de safras especificas. Foi então que ocorreu uma expansão abrupta do consumo e dos que se dizem entendedores de vinhos, hoje um curso na ABS-SP que antes duravam 2 anos esta reduzido a 4 meses, pois os que a procuram já tem uma certa noção adquirida por pesquisas em fóruns, sites, blogs.

A capacidade de armazenamento digital nos trouxe a possibilidade quase que infinita de produzir dados como foto, filmes, desenhos, textos e por ai vai. O boom no mercado de publicações explodiu um exemplo claro é apos morte da cantora Whitney Houston no Sábado. Na segunda feira já havia cerca de 8 ebooks sobre a bibliografia da cantora, além disso os preços de das coletâneas de músicas na Inglaterra tiveram um acréscimo de 60% no valor. As novas possibilidades de negócios estão mudando a forma que o consumidor age, e mudando as caras dos empresários, como é o caso do garoto inglês Harli Jordean de apenas 8 anos, é considerado o mais novo magnata londrino, construiu seu império vendendo bolinhas de gude pela internet. Além dele temos outros tantos, por exemplo:

Com tudo isso, nota-se que sociedade pode parecer mais crítica, mais veloz, pode haver mais oportunidades no mercado, mas também temos que considerar outro aspecto que modificamos o relacionamento entre as pessoas. Isto fica claro, por exemplo, com relação aos movimentos onlines que passaram a ser movimentos com repercussão sociais importantes, como a Primavera Árabe, o principal movimento de integração entre as mídias sociais e a sociedade nestes últimos tempos. Mas, muitas vezes essa crítica passou a ser infundada e repercutir os pensamentos de alguns e a maioria sem pensar segue a onda dos post em uma rede social.


Gostou? Que tal valorizar nosso trabalho?