quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Consumo sustentável

Hoje a palavra que está na moda é sustentabilidade. O conceito é aplicado em diversos segmentos e muitas vezes não tem exatamente o mesmo significado. Hoje vamos conversar sobre: Consumo sustentável. Esse termo passou a ser desenvolvido a partir da divulgação da Agenda 21, que foi o documento produzido pela Conferencia das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, no Rio de Janeiro em 1992. O foco desta Agenda 21, era mostrar quais são as principais ações que os governos poderiam tomar para assim aliar o crescimento do país levando em consideração o equilíbrio do meio ambiente. Os principais temas relatados são os seguintes: mudanças de padrões de consumo, manejo ambiental dos resíduos sólidos e saneamento e abordam ainda o fortalecimento do papel do comércio e da indústria.

O foco principal e o grande desafio é repensar o uso do lixo, reciclando boa parte, adotar um novo estilo de vida com padrões de consumo diferentes, sendo isso uma tarefa de toda a sociedade. Então o consumo sustentável é você consumir produtos que formam um ciclo sustentável, sendo esse ciclo com começo, meio e fim, ou seja que volte a estaca zero ou ainda melhor que beneficie o meio ambiente. Sendo que temos que lembrar que deve analisar a sustentabilidade nos seguintes pontos: Político, Social, Ecológico e sem esquecer do econômico. Muito se diz, se aperfeiçoa e é adotado, mas muita coisa que foi criada, sem incentivos fiscais e políticos não andam para frente simplesmente porque não trará um retorno para o investidor. Pensando assim o investidor só ira desprender recursos se houver um aumento de procura e o mercado se mostrar apto a tal investimento.

Vamos pensar agora no que nós consumidores podemos ajudar: Pare para pensar em ações a favor do meio ambiente? Mude seus hábitos e maneiras de consumir torne-se preocupado, pergunte-se se isso vai trazer beneficio a sociedade? Utilize a água e a luz de maneira consciente? Você se preocupa com o destino do lixo, na reciclagem o tempo inteiro? Ao comprar compra consciente? Você adquire realmente o que precisa, ou é facilmente influenciável por publicidades, atos compulsivos? Ao preparar a comida, sempre tem sobra que vai para geladeira? E se sobra o que faz? Você tem consciência, ou já parou para pensar que se não fizer isso, os recursos naturais estão sendo consumido ferozmente e o Planeta já mostrou respostas a esse consumo desenfreado. Já parou para pensar que a vida esta comprometida e gerações futuras não terão os recurso que tivemos? E ainda pensando agora no seu bolso já percebeu que esse consumismo bestializado tem forte impacto sobre seu bolso?

Se você acha complicado e nem quer tentar, que o problema não é seu, é melhor então se informar e pelo menos tomar um lado, posicionar frente a esse novo desafio dos seres humanos, tornar o que criou mais domesticado, pois o capitalismo como hoje esta desenfreado só esta nos extinguindo. Olhe para a história como é o caso das Ilhas de Páscoa, que foram extintos pelos seus próprios atos. Se você reclama tanto da piora da vida, dos absurdos que temos hoje, que era diferente a anos atrás, pense em uma coisa antes de reclamar pergunte-se: “O que estou fazendo para melhorar?”. Se não sabe ou não faz nada é melhor então se informar. E o pior de tudo que o ser humano é o único animal desse planeta que se autodestrói, e muitos estão sentados na frente de um computador, deixando de viver comendo rosquinhas e tomando seu cafezinho, esquecendo que a vida é única e que pode realmente ajudar com pequenos atos e transformar o planeta habitável novamente.



Gostou? Que tal valorizar nosso trabalho?